25/02/2007

És uma pessoa avulso

Quando parti todas as paredes com perguntas agressivas por punhos fechados, descobri que do outro lado havia pouco mais pelo que lutar. Desisti de ti.


Não percebo, e temo nunca a vir a perceber, as tuas motivações.
Podias ter sido poética. Podias ter imitado uma história de fadas. Podias ter feito disto uma peça dramática. Onde no final há sorrisos salgados e o barulho ensurdecedor das palmas. Mas não…
Há pouca poesia, ou nenhuma mesmo, num caixote de lixo.
Podia ter sido a porta de uma igreja. De um hospital. De um convento. De uma casa qualquer… Podia ter sido no metro, no autocarro. Podia ter sido em qualquer lado. Mas não… Não foi num lado qualquer.
Um caixote do lixo.
Podias ter deixado uma carta para eu ler quando conseguisse perceber. Podias ter deixado uma fotografia. Podias ter deixado um papel com o meu nome. Podias deixar-me uma marca para me achares no dia que me procurasses. Mas não…
Caixote do lixo.
Se soubesses… Se ao menos pudesses imaginar como custa, como dói. Se sentisses a agonia de não ser de ninguém. De não ter ninguém…
Mas não sabes… Porque para ti sou…
Lixo

Hoje estou crescida. Não fiquei traumatizada. Sou amada e sei amar.
Passei tanto tempo a sonhar com o dia em que chegarias para me conhecer. Mas tu não vieste. E sabes? Fico feliz por isso. Sou melhor sem ti.
E não, não te odeio. Nem tenho raiva.
Tenho pena de ti.
És uma pessoa avulso.
Perdeste o coração num tempo qualquer, por um motivo qualquer que não é desculpa para nada. Tenho pena de ti por não saberes amar.
És vazia.


E se um dia precisares… Sim, mãe…
Eu estou aqui! Podes voltar. Porque eu sei AMAR.

12 comentários:

  1. A realidade ultrapassa sempre a ficção e há...estranhas formas de amar...custa entender que uma delas seja ser mãe.
    Parabéns,gostei de vir aqui.
    beijinho grande
    MI

    ResponderEliminar
  2. gostava de conhecer-te só para, depois de ler isto, te abraçar.

    ResponderEliminar
  3. saber amas é complicado...e saber ser amado também... talvez n t deixaste ser amada/o...
    mãe é mãe, é especial. mas é também pessoa, também ama. aprende a amar mesmo kem axas k n t ame. o amor e lindo.

    digo.t isto pk amo muito a minha mae e sei k por muito má k ela fosse, uito cruel ou o k ker k seja, não deixará nnc d m amar, pk É minha mãe, porque saí dela, sou parte dela e ela parte de mim.
    Pensa nixo

    bjs

    ResponderEliminar
  4. Sorrio-te. Sorrio-te com aquela ternura sem precedentes de quem abraça o que toca e se entende.

    ResponderEliminar
  5. Há amores que não substituem outros amores e vamos angariando amores vazios, de pais, de amantes, de amigos. E quase não perdoamos aquele alguém que nos espoliou do seu afecto, quase que abdicamos de amar por apenas nos terem dado ausência em troca, mas acabamos por perdoar, por desculpar, mesmo sem percebermos porquê, acabamos por amar muito e ser amados de volta, com pena de não temos tido aquele amor mas com mais pena dessa pessoa por não nos ter conseguido amar de volta...

    ResponderEliminar
  6. Palavras para quê? Está tudo dito.Abraço-te.

    ResponderEliminar
  7. O amor não se ensina, dá-se!
    Mãe é aquela que nos abraça, que nos dá colo, que está do nosso lado a todas as horas!
    Amei este teu espaço tão cheio de sensibilidade.... Tocou-me... Fez-me parar para pensar!
    Sim, tu sabes AMAR!

    ResponderEliminar
  8. MT BONITO!
    :(

    (amei o blog, e eu odiava todos os blogs, achava os a coisa mais parva do mundo, nao pela utilidade pois ate podem ser mt uteis, mas pelo o uso que as pessoas lhes dao, ate encontrar este... OS MEUS PARABENS :D)

    ResponderEliminar
  9. MT BONITO!
    :(

    (amei o blog, e eu odiava todos os blogs, achava os a coisa mais parva do mundo, nao pela utilidade pois ate podem ser mt uteis, mas pelo o uso que as pessoas lhes dao, ate encontrar este... OS MEUS PARABENS :D)

    ResponderEliminar
  10. texto lindo, há muitas formas de amar, por estranhas que estas sejam....

    ResponderEliminar

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails